Tag Archives: portabilidade

Principais dúvidas sobre portabilidade…

Essa semana o assunto de Portabilidade Númerica esteve em quase todos os jornais… Até minha mãe veio me contar a “novidade”. 🙂 Isso é bom.

Para quem tem dúvidas sobre processo de troca de operadora, pode consultar esse tutorial com respostas do GIP (Grupo Implantaćão da Portabilidade):

1) O que é a portabilidade?
A portabilidade numérica é uma facilidade que possibilita ao cliente de serviços de telefonia fixa e móvel manter o número do telefone (código de acesso) a ele designado, independentemente da operadora do serviço a que esteja vinculado.
2) Posso transferir o número do telefone fixo para o telefone móvel e vice-versa?
Não. A portabilidade somente será possível dentro do mesmo serviço: da telefonia fixa para a telefonia fixa, da telefonia móvel, para a telefonia móvel.
3) Vou mudar de Estado. Tenho direito à portabilidade numérica?
Não. A portabilidade numérica somente é possível dentro da mesma área de registro (mesmo DDD) – para os clientes de telefonia móvel – e dentro da mesma Área Local (mesmo município ou localidade com continuidade urbana) para os clientes de telefonia fixa.
4) Um número da Nextel pode ser levado para uma operadora móvel e vice-versa?
Não. Os números Nextel pertencem ao Serviço Móvel Especializado (SME), que ainda não é compreendido pela portabilidade numérica.
5) Posso transferir o número do meu celular pré-pago para outra operadora móvel como pós-pago?
Sim. Na telefonia móvel, a portabilidade numérica será possível mesmo em distintas modalidades de serviços, desde que realizada dentro de uma mesma Área de Registro (mesmo DDD).
6) Posso transferir meu número pré-pago fixo para outra operadora fixa como pós-pago?
Sim. Na telefonia fixa, a portabilidade numérica será possível mesmo em distintas modalidades de serviços, desde que realizada dentro de uma mesma Área Local (mesmo município ou localidade com continuidade urbana).
7) A portabilidade representa algum custo adicional aos clientes?
Sim. A operadora que receber o novo cliente pode cobrar dele, a cada solicitação e em uma única vez, um valor, conforme prevê o regulamento da Anatel.
Este custo é referente exclusivamente a portabilidade entre operadoras. Para portabilidade de endereço ou plano de serviço na mesma operadora, não há cobrança.
8 ) Quanto custará a portabilidade numérica?
A portabilidade numérica terá um custo máximo a ser definido pela Anatel e caberá às operadoras que receberem o cliente a cobrança ou não destes valores.

Continue reading

Advertisements

Falando em portabilidade…

“A melhor forma de garantir a portabilidade de uma interface é seguir as normas existentes para as tecnologias envolvidas na sua construção. É o caso dos standards da W3C para o desenho de páginas web. É simples criar interfaces com um bom grau de portabilidade desde que se tenha essa preocupação de início.” é uma ótima explicação do Usabilidade Total.

E… visitando agora a pouco a W3C encontrei o último relase: Mobile Best Practices com as recomendações para entrega de conteúdo web para mobile. Vale a pena a leitura. E também há este sistema em Beta: mobileOK Basic Checker que aponta as principais falhas de um “mobile-site”.

Testei  duas versões mobile do Portabilidade BR, geradas através de alguns serviços free e nos dois casos houve apenas 2 falhas num total de 25 validações. Bem bom 😉

Integradores, ABR e Portabilidade Númerica

Esta segunda, estive num evento promovido pela ABR, para debater aspectos técnicos e de “negócios” da solução de consulta da BDR (base de dados de referência) pelos integradores para Portabilidade Númerica.

Há menos de 2 meses do início da portabilidade, a ABR apresentou uma proposta envolvendo aquisição de hardware, servidores, criação de uma base de dados local, instalação de softwares nos ambientes dos integradores, etc, etc, etc.

Houve críticas pela maioria dos participantes e ao ser questionada sobre pontos técnicos e de negócios, as respostas variavam entre: vamos analisar, pode ser, talvez, isso ainda não esta definido, escrevam no formulário suas sugestões (ps. formulário tinha 2 linhas para isso), etc. Em determinado momento, o excel foi aberto para eleição de representantes para formação de grupos de discussão. Sinceramente achei tudo muito estranho.

Outro ponto de breve debate, porém fora de contexto, foi sobre cancelamento de um serviço de interatividade de um usuário portado, ele deve ou não ocorrer? Operadoras informam que sim, já alguns provedores são contra. Acho que é a Anatel que determina isso, e não um “acordo” entre operadoras e provedores. Vou pesquisar a fim de esclarecer.

Ao final do evento nada de concreto ou definido e nas próximas semanas um “modelo fechado” será novamente apresentado.

PENSO QUE… há um pouco de especulação a respeito do assunto. É certo que há um impacto técnico e já escrevi sobre isso, mas não creio que as soluções técnicas e de negócios sejam tão “complexas”.

Tentarei escrever mais sobre isso, pois falta informação no mercado, porém não prometo, pois falta tempo na vida. 🙂

Mobile Marketing x Portabilidade Númerica

Fiz a apresentação abaixo para uma possível palestra sobre MMkt no começo deste ano que acabou não ocorrendo. Para não ficar no “limbo” dos meus documentos, resolvi publicá-la.

Considerações:

1- Quando menciono Mobile Marketing, neste contexto, refiro-me as ações que dependam de negociações/aprovações das operadoras.

2- A palestra era de apenas 15 minutos, então a apresentação está bem objetiva.

Espero que gostem 🙂

Evento Sobre Portabilidade Númerica

Agora em Maio, nos dias 12 e 13, ocorrerá um evento sobre Portabilidade Númerica promovido pelo IBC.

A maioria dos palestrantes são operadoras de celular, haverá inclusive uma apresentação da Vodafone da Espanha.

As informações completas podem ser vistas aqui.

Se eu fosse uma mosquinha… rs

Richard Branson Publicity Stunt

Este cara é muito f… desde “pequena” (1998) já ouvia falar nele 🙂

Vejam o vídeo que ele fez quando a portabilidade no Canadá foi implementada:

Cronograma de Implementação

A portabilidade númerica na telefonia móvel terá um impacto tecnológico razoável, isto porque hoje o mapeamento das chamadas é realizado através do range ou prefixos de celular. Ou seja, o prefixo 9301 com DDD 11 é “por padrão” da Claro, então a chamada é encaminhada a esta operadora e assim por diante.

Com a portabilidade, este processo deixará de funcionar, pois um número de celular poderá ser de qualquer operadora. A cada chamada* será necessário consultar uma base central gerenciada por uma entidade administradora, que informará o direcionamento da ligação.

Em termos simples, será necessário criar um novo processo que consumirá banda, tecnologia, rede, etc. Trabalho razoável para uma área de TI.

Para discutir estes assuntos e outros, criou-se o GIP (Grupo de Implementação da Portabilidade) que em conjunto com a Anatel denifiu o cronograma abaixo:

  • 24/05/2008 a 29/08/2008: será realizada a experiência piloto de Portabilidade nás áreas de código DDD 14(Bauru) , 17 (São José do Rio Preto), 27 (Vitória), 37(Divinópolis), 43 (Londrina), 62 (Goiânia), 67(Mato Grosso do Sul) e 86 (Teresina). A ativação comercial nestas áreas ocorrerá em 30/08/08.
  • 30/08/2008 a 11/03/2009: Ativação da Portabilidade nos 59 áreas de código DDD restantes, Sendo São Paulo (11) em Mar/09 e Rio de Janeiro (21) em Fev/09. fonte: Teleco

Agora é contagem regressiva 🙂

* a cada chamada: não tenho certeza se será necessário consulta a central administradora cada chamada, ou haverá algum outro processo de atualização das bases, como a cada 2 horas.